Churrasquinho de picanha, linguicinhas, bolinhos de carnes, de bacalhau, filezinhos, pastéis, diversos petiscos de bar e mesmo uma boa feijoada sempre foram acompanhados por uma cerveja Pilsen, bem gelada, entretanto, um vinhozinho, jamais.

Hoje pode-se pensar em harmonizar diversos pratos, tanto com cerveja quanto com vinhos, já que o mercado oferece opções de diversos tipos e origens. Entretanto, algumas regras de harmonização devem ser seguidas:

• Vinhos e comidas devem se equilibrar sem que um deles sobressaia;
• Cervejas leves combinam com pratos leves;
• Cervejas encorpadas pedem pratos fortes;
• Cervejas amargas são ótimas para limpar o palato em pratos gordurosos.


Vamos a alguns tipos de harmonização:

• Frangos recheados, queijos leves, carnes vermelhas e pratos orientais pedem uma Pilsen mais encorpada ou vinhos brancos secos ou tintos leves;
• Pratos gordurosos, mas de carnes tenras e suaves, pedem cervejas de maior teor alcoólico, como as Abadias ou vinhos tintos leves;
• As salsichas e carnes de porco combinam bem com as Pale Ale, cervejas de alta fermentação, ou vinhos brancos encorpados secos;
• Frios, defumados, queijos de cabra pedem uma cerveja refrescante como as Weiss (cerveja de trigo) ou vinhos brancos secos e leves e de boa acidez;
• Queijos fortes, como o gorgonzola, e queijos azuis harmonizam com cervejas condimentadas como Abadia, Pale Ale e Bock ou com Portos e brancos doces;
• Os chocolates e sobremesas de chocolate combinam com cervejas tipo Malzebier ou Stout e vinhos adocicados como Porto, Sauternes ou Tokay.

Churrasco com cerveja
É difícil imaginar um churrasco sem uma Pilsen, entretanto, a harmonização se deve fazer pelo tipo de carne usada:

• Peixes pedem uma Pilsen e Langers escuras ou um vinho branco seco;
• Aves vão bem com Weiss e Lagers claras ou um vinho branco encorpado seco;
• Carnes assadas e gordurosas vão muito bem com Pilsen mais encorpada ou Lagers escuras ou um vinho tinto encorpado.
• Outro prato forte é a nossa feijoada, que vai bem com cervejas como a Dunkel ou vinhos espumantes tintos e secos.

Estes universos são muito grandes e pedem que provemos sempre, experimentemos muito, para depois firmarmos a nossa percepção de sabor com o que mais nos agrada.

Harmonização de queijos, vinhos e cervejas

• Queijos azuis: vinho do Porto ou Santernes ou cervejas Bock, Pale Ale;
• Fondue de queijo: vinho branco seco ou cerveja Bock Pale Ale, Strong Ale;
• Queijo gorgonzola: vinho branco doce ou cervejas Bock-  Belgian Ale – Stout- Red Ale;
• Queijo Minas frescal: vinho branco seco ou cervejas Ale, Pale Ale, Pilsener;
• Queijos brie e camembert: vinho branco encorpado meio seco ou leve ou cerveja Pale Ale, Colorado Indica;
• Queijo emmental e gruyère: vinho tinto leve ou cerveja Bock, Sataut Ale;
• Queijo gouda e prato: vinho tinto fino ou branco seco ou cerveja Bock, Pale Ale, Staut Ale;
• Queijo da Serra da Estrela: vinho tinto Dão ou cerveja Stong ale;
• Queijo de cabra: vinho branco seco ou cervejas Weiss.

Fonte.